25 de novembro de 2012





O amor é assim...

 Um sentimento inexplicavelmente transforma(dor)

 que consegue extrair de nós, o que temos de melhor,

 quando deixamos nossa essência florescer, 

e deixamos nosso "Eu" transparecer!

Vanya Moreira 


10 de novembro de 2012




Deixo-te livre para sentir minha falta, se é que faço falta.

 Tens meu número, na verdade, meu coração, 

então se sentir vontade de falar comigo,

me procura você!! 

 Caio Fernando Abreu





Estou indo... 

 Mas deixo um pouco de mim

 Em cada sentimento demonstrado

 Em cada emoção sentida 

Em todo Amor que vivemos

 Se um pouco de mim ficar em ti,

 já ficarei feliz, porque sei

 que deixei o melhor de mim!!

 Vanya Moreira




Intangível 

Assim, se tornou o seu coração!

 E não mais habitarei,

 um coração sem sentimentos!!

 Vanya Moreira


Frágil Você tem tanta vontade de chorar, 
 tanta vontade de ir embora. 
Para que o protejam, para que sintam falta.
 Tanta vontade de viajar para bem longe,
 romper todos os laços, sem deixar endereço. 
Um dia mandará um cartão postal, de algum lugar improvável. 
Bali, Madagascar, Sumatra. 
Escreverá: penso em você.
 Deve ser bonito, mesmo melancólico, alguém que se foi
 pensar em você num lugar improvável como esse.
 Você se comove com o que não acontece, 
você sente frio e medo.
 Parado atrás da vidraça, olhando a chuva que, 
aos poucos, começa a passar. 

Caio Fernando Abreu (in Pequenas Epifanias)

4 de novembro de 2012

 




Lágrimas

 Caem como pétalas de flor,

lágrimas de uma saudade infinda.

 Meu coração entristece, 

sem você aqui! 

Vanya Moreira

3 de novembro de 2012



Muda de rumo.

 Quando te mandarem ir por lá,

 vai pelo outro caminho. 

 Ou vai apenas,

 pelo caminho do teu coração.

 Caio Fernando Abreu